Como Medir o Desempenho do Enoturismo?

O enoturismo está em voga e de região para região, de produtor para produtor, as práticas e visões diferem. No entanto, todas enfrentam o mesmo desafio: como medir com eficácia o desempenho do enoturismo?

Em parte, segundo a nossa convidada desta edição do Mãos na Massa, a medição é qualitativa. No entanto, existem métricas quantitativas que podem ajudá-lo a definir o rumo e a avaliar se a atividade está a ser bem-sucedida.

Mais sobre este e outros tópicos no episódio apresentado por Francisco Leitão, Business Developer da HMW, com participação ativa de Madalena Vidigal, Consultora e Formadora especializada em Enoturismo; Autora do website EntreVinhas.com; e criadora do podcast “5 Minutos de Vinho”.

É provável que nunca se tenha falado tanto neste tópico e, entrando noutro subtema desta edição, é compreensível que esta experiência que alia o turismo ao prazer do vinho se queira cada vez mais personalizada. As empresas devem mesmo munir-se dos melhores especialistas para extrair o máximo potencial da sua atividade. Esta edição pode ser o ponto de partida…

Com perguntas como: Quais são os principais benefícios do enoturismo para as empresas? Que experiências é que estão a ser valorizadas pelos enoturistas contemporâneos e como é que as empresas se podem adaptar às suas expetativas?

O Enoturismo Além da Adega

Importa também salientar que este serviço resulta da sinergia de vários players da região, sendo, por vezes, determinante para o desenvolvimento rural da mesma. Conforme reflete a nossa convidada:

O enoturismo, bem feito e gerando atividade económica, está a contribuir para a sustentabilidade da região. Os benefícios não podem ser vistos apenas para a minha adega e para o meu negócio.

Madalena Vidigal

Em Análise: O Valor do Enoturismo

Ouça o episódio do Mãos na Massa sobre a importância e impactos do enoturismo o Spotify ou no Apple Podcasts.

➡️ Apple Podcasts